Faça sua doação para nosso projeto clicando no botão ao lado.

Home / Artigos

O mundo do caminhoneiro (12)

 Bons tempos aqueles...

Logo que a novidade dos veículos a motor se propagou, as indústrias foram atraídas pela facilidade nas vendas e distribuição de seus produtos. A coca-cola, que era a bebida que já estava na moda, não demorou para adquirir esses veículos e promover entregas mais rápidas num sistema “moderno”.

É interessante observar os detalhes (dos caminhões) que ficavam à mostra. Para facilitar, não havia cabine para o motorista, embora houvesse banco para seu auxiliar. O volante da direção ficava, praticamente, no colo do operador e o freio era uma enorme alavanca bem à vista do condutor. Para alertar transeuntes e outros veículos, tinha a buzina estrategicamente pendurada em local que pudesse ser acionada a qualquer momento. As rodas com seus raios de madeiras acomodavam os pneus a base de muita borracha, que amorteciam os solavancos das ruas. Os para-lamas já existiam e para dar mais segurança e poder fazer a transmissão do motor e girar as rodas, a tração não era por correias e sim por correntes dentadas. Naqueles dias já se aplicava a logística, tanto que os engradados com garrafas, de vidro, da bebida eram estrategicamente colocados inclinados na carroçaria de madeira, facilitando sua manipulação. Vale notar que os espaços eram aproveitados para fazer a propaganda do produto, sempre lembrando de anunciar os números dos telefones, que não passavam dos quatro dígitos.
 

Compartilhe