Faça sua doação para nosso projeto clicando no botão ao lado.

Home / Notícias

CAMINHONEIRO, NO PERCA TEMPO NEM DINHEIRO

Pelas informações de Fernanda Borges, da Big ideia) cresce o número de startups que estão apostando em softwares de gerenciamento de logística para facilitar o dia a dia de um setor que sofre com a falta de mão de obra. De aplicativos que auxiliam caminhoneiros na busca por fretes a ferramentas que permitem o acompanhamento da carga em tempo real, essas iniciativas estão revolucionando a relação entre as transportadoras e motoristas, na medida em que otimizam tempo e reduzem custos.

Até o fim do ano, a startup Polifrete, que auxilia caminhoneiros na busca por trabalho, estima um crescimento de 300% este ano no número de fretes publicados em seu app. "Somente no primeiro trimestre de 2016, o crescimento foi de 150%, acima da meta esperada", disse Bruno Gregório, idealizador da plataforma. Atualmente, há 10 mil caminhoneiros cadastrados e 300 transportadoras.

A startup surgiu a partir de um problema verificado pelo empreendedor: muitos motoristas levam uma mercadoria ao seu destino e voltam com o veículo vazio, pois não conseguem carga onde estão. "Por um lado as transportadoras relatam que há necessidade de 100 mil motoristas para resolver o problema de fretes no Brasil. Por outro, motoristas ficam dois, três dias em uma cidade procurando um frete e não encontram", disse Gregório. O cadastro no site é de graça para os caminhoneiros. Já as empresas pagam uma mensalidade de R$ 89. Porém, essa taxa é cobrada para as empresas que fazem uso das soluções.

Para o analista de negócios do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae-MG), Fabiano Alves, essas ferramentas chegam para atender um mercado em aberto, otimizando processos em um marketplace que une duas pontas: a de quem precisa e a de quem oferta. "Para as empresas, o app garante maior agilidade no transporte de seus produtos. Para os autônomos, evita perda de tempo e dinheiro ao aguardar uma carga".
 

Compartilhe