Faça sua doação para nosso projeto clicando no botão ao lado.

Home / Notícias

COMBATAMOS O AEDES AEGYPTI

(do Grego: Aedes = Desagradável e do Latim: Aegypti = do Egito)

Originário do Egito, o aedes aegypti chegou no Brasil por volta do século XVI, pelos navios que transportavam escravos. Entretanto, os primeiros casos de dengue transmitida por esse mosquito foram no final do século XIX, em Curitiba (PR) e no início do século XX, em Niterói (RJ).

Naquela época, a maior preocupação não estava na dengue e sim na febre amarela. Com grande empenho, em 1955, calculou-se que o aedes aegypti tinha sido erradicado no país. Mas, entre 1967 e 1970, foi verificado que o mosquito estava, novamente, presente no território nacional. Hoje, presente em todos os estados brasileiros.

Pelo fato do combate ao mosquito não ter sido intenso, ele permaneceu e com uma consequência mais agravante. As pessoas que tiveram a dengue, se contraísse a doença pela segunda vez, estariam correndo risco de morrer. Em 1990 aconteceram os primeiros casos e foram registrados como dengue hemorrágica. Situação que forçou o governo a tomar providências mais severas no combate ao aedes aegypti.

O mais assustador viria pouco tempo depois. Parece que o mosquito, adquirindo mais resistência, avança com suas picadas trazendo outras doenças, como a chikungunya, que apesar de não provocar as complicações hemorrágicas, causam as mesmas dores e sintomas da dengue. O descaso e não participação séria no combate, por parte da própria população, tem favorecido a rápida procriação do aedes aegypti, que está preocupando todas as nações do mundo.

Mesmo com inúmeras pesquisas realizadas, pouco se sabe sobre o aedes aegypti, que está com outra doença terrível, a zika vírus, que provoca a microcefalia nos bebês na fase de gestação. Também concluíram que outra doença que pode ser proveniente do mesmo mosquito é a síndrome de Guilain-Barré (Instituto Fio Cruz). Não estando descartada a hipótese de que, mais outras, doenças podem ser transmitidas pelo “Desagradável do Egito”.
 

Galeria de imagens

Compartilhe