Faça sua doação para nosso projeto clicando no botão ao lado.

Home / Notícias

Complicando o que j est difcil

A Rodovia Anchieta, que é o principal corredor de tráfego de caminhões, está com o trânsito comprometido... 

Para quem nunca passou pela experiência, parece ser tranquila a situação do caminhoneiro que após desfrutar de uma bela paisagem na descida da serra, crê que trafegará por vias expressas até chegar ao Porto de Santos, onde o navio o espera para descarregar.

Grande engano, os experientes que o diga! Apesar da inegável beleza da serra, a preocupação e cuidados do caminhoneiro não deixa que tire os olhos da estrada. As perigosas curvas (que até foram tema de música) e a costumeira serração exigem o máximo de atenção dos motoristas que por ali trafegam. Mas, o desgaste maior fica por conta do tempo de espera aguardando o momento para descarregar, que pode durar dias, com o caminhão estacionado no pátio.

Ali, embora não haja gasto com combustível, há as despesas com estacionamento no pátio, com alimentação e até aquelas que não deveriam existir, como a de uso do sanitário e a dos banhos. Somando-se a isso estão as preocupações com a família, com as contas por vencer, com o preço elevado do combustível e do pedágio e, principalmente, com a procura de cargas de retorno, que podem amenizar a alta soma das despesas.

Outros fatores desagradáveis e inesperados, também, acontecem nessas caminhadas, como o corrido no último dia 02, quando um dos tanques de depósito de combustíveis de uma empresa transportadora, ainda sem saber as causas, ocorreu um incêndio de grandes e graves proporções. Seguido de explosões, o fogo propagou-se a outros tanques e, sete dias após o início, o próprio Corpo de Bombeiros não tem previsão para o final do incêndio que já consumiu vários dos enormes tanques.

A Rodovia Anchieta, que é o principal corredor de tráfego de caminhões, está com o trânsito comprometido. Os veículos, por não disporem de vias alternativas, aguardam na rodovia a chamada para estacionarem no pátio, onde terão mais segurança.

Sem opções, aos sofridos caminhoneiros só resta enfrentar mais essa nada agradável surpresa, aguardando as orientações daqueles que, também não sabem qual será o desfecho da dificil situação, que está cada vez mais complicada! (jam)
 

Compartilhe