Faça sua doação para nosso projeto clicando no botão ao lado.

Home / Artigos

Vergonhoso... para no dizer outra coisa...

Passamos por uma semana, onde esperávamos ver, na Câmara Federal, os eleitos pelo voto do povo, realizarem um debate verdadeiro, em alto nível de respeito e dignidade, honrando o juramento feito por ocasião da posse.

GRANDE ENGANO!!!

Se, num texto anterior, publicado no nosso site sob o título “Tirem as Crianças da Sala”, onde alertávamos sobre as conversas proferidas entre um ex-presidente e seus companheiros, recheadas de palavras chulas e até impróprias de serem transcritas para a televisão, palavras que nunca imaginei serem proferidas por uma pessoa tida como líder de classe, mesmo que numa conversa informal, no domingo, na expectativa do desenrolar da situação política do país, acompanhando os pronunciamentos antes e durante a votação na Câmara Federal, eu e o povo pudemos ver e ouvir que os eleitos pelo povo tem um cabedal de palavras e ofensas morais muito piores. Até caberia dizer “saiam todos da sala”, ou melhor, questionar: “Para onde foram os honestos? ”.

Foram tantas acusações pesadas, com o dedo em riste, que falavam de roubos, propinas, mentiras, desfalques, lava-jato, prisões e outras coisas, quase sempre terminando ou iniciando com agradecimentos aos seus familiares. Poucos se lembraram dos que os elegeram. No íntimo, até parecia uma brincadeira entre bandidos rivais, metralhando seus inimigos com palavras cada vez mais ofensivas, chegando ao cúmulo de ocorrer uma sonora e nojenta cusparada contra outro deputado.

Fica interessante lembrar que, o nome de Deus tenha sido mencionado 58 vezes, em meio a tantas ofensas e disparates.

Muitos disseram que a assembleia estava marcando uma passagem na história do país. Acho que para alguns, marcou mesmo, foi o caso daquela deputada que rasgou elogios dizendo que o país tinha solução e, como exemplo disso, era o que estava acontecendo em sua cidade com a honestidade e retidão do prefeito. Doze horas depois, a mídia surpreendeu a todos com a notícia sobre o prefeito mencionado, por sinal, marido da deputada: a Policia Federal havia realizado sua prisão por uma série de motivos, inclusive o desvio de verba que era destinada ao SUS, e foi aplicado no hospital particular da cidade, pertencente a sua família.

Estamos vivendo um momento constrangedor. Mas, Deus nos alerta: “se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2Crônicas 7.14), será necessária clareza maior que esta?

Que Deus, o Único e Verdadeiro, nos guarde e nos livre do mal e dos maus. Amém!

Missionário José Augusto Marins
 

Compartilhe